Enviar carta online

×

Sakris Kupila

Finlândia

Sakris Kupila foi identificado como mulher quando nasceu, mas nunca se identificou como tal. Por esse motivo, o estudante de medicina de 21 anos suporta diariamente o constrangimento de portar documentos que ainda o identificam como mulher. Para obter a ressignificação legal de gênero na Finlândia é obrigatório apresentar diagnóstico de “transtorno mental” e submeter-se a um processo de esterilização. Sakris se opõe a esse tratamento humilhante e, vem sendo ameaçado e hostilizado por exigir mudanças na lei.

ATUE AGORA!

  • Peça à Finlândia que reforme a lei e apoie ativistas pelos direitos das pessoas trans.

Escreva para:

Primeiro Ministro da Finlândia
Juha Sipilä
Governo Finlandês
PL 23, 00023
Valtioneuvosto
Finlândia

juha.sipila@vnk.fi

Entre em ação



BAIXE A CARTA EM PDF